29/03/2015

Projeto Liga das Otomes #4: Animais de Estimação

Olá prismáticos!! Tudo bem com vocês? Eu tenho uma prova difícil da faculdade terça-feira e estou morrendo de medo (mesmo tendo estudado o fim de semana todo), espero que dê tudo certo (ノдヽ)

Como eu já havia dito, neste domingo, ou melhor dizendo, hoje, nós teremos mais um post da melhor das melhores ligas de otomes do Brasil! Estamos chegando à quarta postagem do projeto e ele já passou da metade, mds como foi rápido! Se você ainda não leu as primeiras postagens do projeto, ou se perdeu alguma delas, pode conferir elas aqui: #1: Livro Favorito#2: Série Favorita#3: Banda Favorita; e para ler as postagens dos outros blogs participantes da Liga, você encontra os links logo ao final da postagem, ok? 

O tema de hoje foi escolhido pela Ray, do Mundo Rhynyx e eu sinceramente adorei: animais de estimação. Em casa, atualmente, eu possuo três cachorros, mas já tive muitos outros (já teve uma época em que tínhamos mais de oito cachorros em casa), também já tive um coelho, e até mesmo um galo de estimação (sim, isso mesmo, um galo), e é sobre esses bichinhos todos e suas histórias divertidas que eu irei contar no post de hoje, que será bem pessoal. Cliquem em continue lendo e espero do fundo do meu coração que vocês gostem 
 Projeto Liga das Otomes: Animais de Estimação
Algumas histórias

Quando me disseram qual era o tema desta semana, eu primeiramente não sabia o que escrever, porque tive muitos animais de estimação e não saberia em que focar, então pensei em minha cachorrinha (que meu irmão diz que é dele, e eu digo que é minha, porque ele e minha irmã já tem seus próprios cachorros de estimação).

O nome dela é Aika, uma vira-lata, e nós a pegamos da rua quando ainda era filhote, em maio do ano passado. Ela era a maior escandalosa e não saiu do nosso portão até que a colocássemos pra dentro de casa. Sinceramente, ela é a cachorra mais legal deste mundo. Quando ela cresceu um pouquinho, descobrimos as suas verdadeiras habilidades: escaladora de muros e saltadora inata. Ela simplesmente vive pulando o muro que tem entre o canil e a horta da minha vó, e passa o dia inteiro se aventurando por lá. Além de tudo, ela é hiperativa e bobona. Acho que a Aika vive no mundo dela porque ela é capaz de se divertir com tudo. Ah, e eu já estava esquecendo de dizer que ela adora comer abóbora e melancia.


Bem, eu poderia escrever um post inteiro sobre esta pestinha, mas pensei então que seria mais divertido se eu contasse outras histórias, já que tive tantos bichinhos em minha casa.

Quando eu tinha uns seis ou sete anos, nós criamos um pintinho. Não me lembro quem foi que nos deu, mas nós criamos. Eu e meu irmão gostávamos de brincar com ele e com a gente era criança, era muito divertido fazer ele pular por cima de caixas de madeira achando que estávamos ensinando o coitadinho a voar. O pintinho cresceu e virou um galo bem bonito, e até aqui parece uma história bonitinha, mas ela tem um final bem trágico - meu pai teve a maldita ideia de perguntar para o meu irmão (que era oficialmente o dono do galo, cujo nome era Galo): "Filho, o que você acha de a gente comer o galo?" E vocês não tem noção da resposta: "Sim pai, pode matar".

Sim, eu sei que é difícil de entender. Irei explicar.
Mas não que ele fosse desapegado ao bichinho nem nada, vocês ainda não estão entendendo. Logo depois que meu pai matou o coitado do galo e estava preparando ele, meu irmão viu e começou a chorar dizendo "Mas pai, era pra matar só um pouquinho! Não era pra matar de verdade". Pobre criança inocente que achava que se podia matar "só um pouquinho" como nos video games, e depois fazer o outro viver de volta. Até hoje eu dou muita risada da história, embora na época eu tenha chorado pelo Galo também, coitadinho. A lição? Depois dessa nós nunca mais criamos um galo ou galinha como um animal de estimação.

Na falta de uma foto do meu irmão com o Galo, uma gif fofa do Haru com o Nagoya (é muita semelhança, sério mesmo)
Não criamos galo, mas criamos um coelho, ou melhor dizendo, uma lebre (mas vamos tratar como coelho que é mais fácil). Ele entrou em nosso quintal e decidimos que iríamos cuidar dele. Desta vez, quem se proclamou dono oficial foi a minha irmã mais nova. Demos a ele o nome de Chiquinho. O Chiquinho era a fofura em forma de coelho, mesmo porque: tem como um coelho não ser fofo? Ele era viciado em couve e acreditem: coelhos mal comem cenoura! Fiquei chocada quando ele rejeitou. Apesar de tudo, ele não interagia muito, só comia e dormia e pulava de um lado para o outro. Uma gracinha.



Uma das minhas cachorras, a Choco, uma pinscher, não podia nem ver o Chiquinho que queria matar ele, a sorte do coelho é que a Choco, tadinha, tem problema nas patinhas de trás e mal consegue andar, quem dirá perseguir um coelho/lebre. Então, no meio da historia do Chiquinho, vou mostrar uma foto da Choco fazendo pose. Ela é a cachorrinha mais manhosa e carinhosa do mundo então merece muitas fotos no blog ♡


Agora voltando ao coelho, todo mundo adorava o Chiquinho e  Chiquinho adorava o carro do meu pai, ele entrava por baixo do carro e ficava dormindo lá, nota: ele não ficava em baixo do carro, ele entrava literalmente por baixo do carro. Mas, mesmo sendo paparicado e super bem cuidado, um coelho nunca deixa de ser um coelho, e vai querer dar um jeito de procriar: o Chiquinho fugiu de casa, e foi parar na vizinha, porque ela também criava coelhos e lá tinham coelhinhas para ele namorar. Esse safado. Pelo menos agora ele vive feliz (eu acho que vive, porque eu não sei o que minha vizinha faz com coelhos), só minha irmã que chorou por uma semana porque queria o Chiquinho de volta, e tinha que ser o pilantra do Chiquinho, e nenhum outro coelho mais. Também nunca mais tivemos um coelho.

Mas esses bichinhos são tão fofos *-* eu ainda aceito um coelho de presente
Além da Choco e da Aika que eu já falei, nossa terceira cachorra é a May, que é da minha irmã também. Ela é uma mistura de boxer com weimaraner e quando filhote era muito espertinha, sabia abrir portões e tudo. Quando entrou no cio ela teve um problema e teve que ser castrada, e desde então ela engordou bastante e ficou bem paradona. Mas volta e meia ela se anima e fica bem bobona, ainda mais agora convivendo com a Aika.



Nós brincamos dizendo que a May depois que engordou deixou de ser um cachorro e virou uma capivara, ainda mais porque ela foi adotada no Parque Barigui, em Curitiba, que é conhecida por ter capivaras.

Irmã capivaresca da May curtindo uma tarde legal no Barigui
Tá certo que nós não criamos capivaras em casa, mas minha mãe conta que quando ela era mais nova, ela e meus avós moravam no interior de São Paulo e criavam não só capivaras, mas também jacarés, e detalhe: eles ficavam soltos, não tinha grade nem nada do estilo zoológico. E é então que eu penso que na realidade, minhas histórias com o Galo e o Chiquinho são fichinha perto das histórias engraçadas que minha mãe conta.
Bem, este foi o post de hoje! Espero mesmo que tenham gostado porque eu me diverti muito relembrando estas histórias e compondo toda a postagem. Agora me contem: vocês também têm animais de estimação? Tem alguma história engraçada para contar? Deixe o seu comentário! Eu vou adorar ler as histórias de vocês.

Vocês também podem ler mais histórias sobre animais de estimação nos blogs participantes do projeto:
Nos vemos na próxima postagem, ok? Beijos!

10 comentários:

  1. Que legal suas histórias! Muito engraçada a história da capivara kkkkkk
    Que triste a história do galo T-T
    Beijos ;)

    ResponderExcluir
  2. Yoooo belezura!? \o/
    Nem me fale em provas! Estava na mesma situação que a sua até ontem! Tive minha primeira prova da faculdade, me matei estudando (pois a retardada deixou o conteúdo acumular) e agora é segurar na mão de Deus e rezar para não ter zerado aquela bagaça! Ç.Ç
    Enfim, sobre seus bichinhos.......shauhaushuashau ai mds eu tive que rir muito com essa do galo! Bem, começando pelo nome dele Galo '-' (quem é que teve essa extrema criatividade!? XD), segundo pelo seu pai chegar bem de boas pro seu irmão e perguntar se podiam comer o bichinho de estimação de vocês e terceiro: o seu irmão achando que podia matar só um pouquinho! (tipo: "Tira só uma vida dele!") shaushaushua
    Sobre a sua cadelinha Aika, eu já tive um cachorro que também curtia incorporar os cangurus! Ele era bem baixinho mas curtia pagar uma de Naruto e sair saltando por aí!
    Pergunta: qual é a diferença entre coelho e lebre!? '-'
    De onde diabos surgem essas capivaras aí no parque!? '-'
    CRIAVAM JACARÉS!? GZUIS! Tem certeza que ninguém virou comida de jacaré nessa época!? '-'
    OBS: essa tua lebre era muito fofa >//////////<
    OBS2: COMO ASSIM COELHOS NUM COMEM CENOURA!? '-' ~verdade chocante!~
    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiiiiiiiiiiiiiiii
      Segura na mão de Deus e reza!! hsuahusa' Vai dar tudo certo para nós, estou confiante -q
      A história do Galo é a melhor da família, vai precisar ser passada de geração a geração para toda a eternidade! lol
      Aika também volta e meia anda na parede, tipo, ela corre tanto que quando faz a curva ela anda na parede DHSIDASIUDAHUDHA' ai como eu adoro ela <3
      ~~nem me pergunte a diferença que eu não sei, meu pai que veio dizendo que o Chiquinho não era um coelho e eu fiquei: como assim!?!?~~
      Capivaras Curitiba e agora são o símbolo da cidade, suahsua' achei o máximo mas eu não sei bem a história da origem delas
      POIS ÉÉÉÉ e diz que minha mãe era pequena na época e era super normal pra ela sabe, tipo, meu avô saia pra alimentar os animais, assim como alimentamos nossos cachorros hoje, mas eram jacarés ao invés de cachorros, hsuaushua'
      Eles até comem sabe, mas não é aquele amor. Ou talvez só o Chiquinho que fosse fresco, já que dizem que ele era uma lebre. sahusa'
      Beijos!!

      Excluir
  3. E aí moça! Eu estou bem de boas *^*
    Ah, então boa sorte aí na sua prova! Mal vejo a hora de eu estar na mesma situação que você quando um dia eu estiver fazendo faculdade ;-;

    Nossa, tu já teve MAIS E 8 CACHORROS? Minha mãe não deixa nem minha cadela ter filhote, ela não quer mais cachorro aqui em casa não T-T e eu tipo, queria ter um monte, mas não só cachorro, como coelho, gato, passarinho, tudo KKKK

    Ah, que amorzinho a Aika POKSPOSK, já aconteceu com a minha família de um dia aparecer uma cadelinha e depois ela não sair mais da nossa casa KKKK. Eu vivia dando carinho nela, mas meus pais não deixavam ela entrar dentro de casa, pq a cadela tinha MUITA PULGA...mas um dia ele simplesmente sumiu, fiquei meio mal porque eu gostava dela, MAS num belo dia quando minha tia tava lá em casa e foi abrir a porta, tava lá a cadela em frente da porta, sentada POSKOPSK assim minha tia pegou a cachorrinha pra ela KKKKK na época ela era bem pequena, mas agora é ENORME

    KKKKKKKKK MORRENDO AQUI COM ESSA HISTÓRIA DO GALO SPOKSOPK, ai tadinho do teu irmão KKKK e como teu pai pergunta uma coisa dessas tão de boas? Eita, sério, eu não teria coragem de matar nem um galo cara...

    Ah e eu sempre quis ter um coelhinho T-T, eles são muito fofinhos! KKKK
    Nossa e a cadela da minha tia tem a cara May, só que a da minha tia tem a cara mais braba e mais caída OSPKS, só que ela SÓ TEM CARA DE BRABA MESMO, porque de resto ela é super carinhosa, brincalhona e bem fora das ideia, digamos que é uma cadela bem carente também KKKKK

    Nossa, Capivara num parque POSKOSPK WHAT
    E como assim criavam jacarés? Mano, eu teria medão de chegar perto hein OSKOPSK

    Ah D: uma vez eu fui super idiota: Alguma coisa caiu no meio de uma árvore, acho que era a bola, e ninguém alcançava ela, pra derrubar então a bola, peguei e taquei minha sapatilha pra onde ela tava, mas em vez de cair o objeto, caiu um PASSARINHO T-T, daí ele tava morto, mano, naquele dia eu me senti muito mal T-T

    Nossa, e sobre as cadelas da minha tia, eu não podia sentar no chão, que aquelas duas cachorras enormes subiam em mim KKKKK /*elas chegavam a quase derrubar meu irmão KKKK

    Enfim, adorei a postagem! Achei ela super engraçadinha KKKKK
    Até mais!! :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu era menor, minha casa era tipo um mega canil, sahuhsuahusa' Tinham duas cachorras que SEMPRE davam cria, daí imagina, nascia pelo menos uns 3 filhotes de cada uma, e além delas a gente tinha um fila mastiff que mais parecia um cavalo de tão grande, dava até pra montar nas costas dele lol

      Ah, que bom que a cachorrinha está com a sua tia :)) Eu morro de medo da Aika fugir de casa e se perder, porque convenhamos, ela é uma bobinha, e pulando do jeito que pula, é super fácil ela fugir pra ir brincar com os outros cachorros da rua. Uma vez ela fugiu pelo portão e foi um sacrifício conseguir alcançar ela depois, minha irmã sofreu muito, haha'

      Coitado do Galo, ele já faz parte da história da nossa família <3

      Coelhos são uma fofura!!!! Tudo bem que eles só comem, dormem e fazem sujeira, mas só o jeitinho deles se mexerem já é extremamente fofo *-*

      May às vezes faz cara de brava, mas ela é uma bobona ciumenta, haha'

      Isso mesmo, jacarés e capivaras. Até hoje eu não consigo imaginar como é morar ao lado de jacarés ~que medo~

      Ai que dózinho T-----T pobre passarinho <3

      Que bom que gostou!!!
      Beijos <3

      Excluir
  4. Moça, vim avisar que te passei uma tag >.<
    http://galaxy-of-drams.blogspot.com.br/2015/04/tag-100-perguntas-sobre-anime.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3 tinha recebido ela de outra blogueira também, irei tentar responder o mais breve possível :))

      Excluir
  5. Uau, você já teve tantos bichinhos quanto eu Emy. Eu particularmente amo cachorros, são tão amigos e carinhosos, e olha só minha cadelinha de infância preferida também era um pinscher, ela parecia que tinha umas molinhas nas patas pq pulava muito alto.
    Sobre coelhos eu tb tive alguns, e olha o que eu percebi agora é que coelhos tem um gosto especial por entrar dentro do motor dos carros, pois os meus também viviam se escondendo dentro do carro, até um dia meu pai sair apressado e não checar e o coelho quase virou churrasco dentro do carro.
    Nossa, que nome foi esse "Galo", rsrsrsrs, o cúmulo da criatividade. Lá em casa o meu pai levava tantos pintinhos que não dava pra colocar nomes, eles são muito iguais, rsrsr.
    Adorei o seu post.

    bjinhos
    Jeh
    ~Uma Geek Descolada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo cachorros, acho que são os melhores bichinhos de estimação, são sempre muito carinhosos e estão sempre dispostos a fazer você sorrir. Sempre que estou triste eu vou brincar com a Aika e então é só gargalhadas, isso quando a Choco não vem lamber meu pé e fica balançando o toquinho de rabo que ela tem pedido carinho <3
      Que dó do coelhinho! haha' Sorte que isso não aconteceu com o Chiquinho, mas ele era bem abusado, ele se escondia até dentro do carro das visitas, tipo: Oba! Carro novo, vou passear dentro desse também, rs'
      Pois é, nós já tivemos galinhas e outros pintinhos, mas nenhum era de estimação mesmo, agora o galo, bem, ele era "O Galo", sabe? haha' Não chegamos a dar um nome pra ele, mas todos sabiam que quando se referiam ao Galo, era exatamente aquele que criávamos no quintal XD
      Obrigada por comentar
      Beijos!

      Excluir

Não seja tímido(a)! Deixe seu comentário!! Nada deixa uma blogueira mais feliz do que ver que as pessoas gostam de seu blog.

• Seja coerente em seu comentário e nada de ofensas!
• Criticas e sugestões são sempre bem vindas.
• Deixe o link do seu blog no fim do comentário para que eu possa retribuir a visita.

Obrigada por ter visitado e comentado ♡